Domingo, 30 de Dezembro de 2007
A efemeridade do eterno

    

    

      Um dia deste-me uma rosa que simbolizava o teu amor por mim. Aceitei a primeira, guardei-a com cuidado, e ainda com muitas mais delicadezas acolhi o segundo. Disseste-me que ela efémero e repetiste-me sempre que ele não pereceria jamais.

       Pois bem, o avermelhado veludo da rosa ainda está pousado numa prateleira do meu quarto, conservei-a se bem que não tenha conseguido evitar a perda de algum do rubor da altura. Mas onde está o outro? Acho que nem a um canto poeirento num tampo de madeira teve direito.

 

       A temporalidade do leviano símbolo sobreviveu à eternidade do que importante simbolizava. Ao menos sempre fiquei com a rosa para estimar.

 

 

By Sophia

  

 

 

 

 

"You remain my power, my pleasure, my pain.
To me you're like a growing addiction that I can't deny, yeah
(...)
Now that your rose is in bloom,
A light hits the gloom on the grave.
Yes I compare you to a kiss from a rose on the grave"

 


música: Kiss from a rose - Seal

publicado por **** às 21:20
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Sábado, 29 de Dezembro de 2007
O número da perfeição e a música da sedução....

Este vai tornar-se um post exageradamente grande... Mas tudo isto tem um objectivo muito claro: dar continuidade à discussão iniciada no Musicside.  Decidi então transpor este post do musicside para aqui.

Afinal de contas... Tango para três?

 

By Ana M.


________________________________________

O número da perfeição e a música da sedução....

   

“Tango is not for three / Was never meant to be.”

O que o primeiro diz, o segundo nega e o terceiro exagera.

  

 

Primeiro uma música da Shakira - Objection (tango)

Só os primeiros segundos são o tango puro

Dêem uma olhadela na letra...

“This is pathetic and sardonic
It's sadistic and psychotic
Tango is not for three
Was never meant to be
(…) I'm tired of this triangle
Got dizzy dancing tango”

 

 

   

 

 

Segundo uma cena do Filme “Take the Lead”

Onde se prova que um tango também pode ser dançado a três

 

  

 

Terceiro uma cena do Filme “Tango Lesson”

Com música de Astor Piazzolla – Libertango

Onde se mostra que bem mais podem dançar o tango

(A qualidade de som deste video não faz juz à música, aqui está outro com ela bem melhor http://www.youtube.com/watch?v=RUAPf_ccobc )

   

   

   

Voltando à primeira música

"Tango is not for three / Was never meant to be //But you can try it"

It should be fun…

  

 

Sophia  

 

 

______________________________


ou não...

Num paixão a três corpos fica sempre um apeado ou então fica sempre um a beneficiar a dobrar...
Depende da posição em que nos encontremos seria ou não divertido.

Para mim... Tango its not for three.
 
Ana M.


 

Sinceramente um ponto muito positivo em dançar o tango a três seria cada uma delas sofrer metade das pisadelas que eu daria.

Sinceramente não sei dançar a dois portanto não posso falar de três. Era capaz de ser ainda mais desajeitada (se é que isso é possível)... Por enquanto gostava de aprender a dançar o tango de forma tradicional, a pares. Não sei se alguma vez terei oportunidade, se tiver depois pode ser que tente e me decida se o tango é para três ou não.
Por enquanto gosto de ouvir e de ver o tango a pares, a trios ou a mais.


By Sophya

 

 

"Por enquanto gosto de ouvir e de ver o tango a pares, a trios ou a mais."
Gozas, só podes... a 3 ou a mais?
Sinceramente a beleza está no par que dança, sem atenções repartidas, toda a beleza da dança original. Sem invenções, sem "adultérios" se me permites a expressão e com certeza no sentido não mais que literal da palavra.
This is pathetic and sardonic
It's sadistic and psychotic
Tango is not for three
Was never meant to be "
Faço das palavras dela as minhas.

Abraço*


 

By Lucya




publicado por **** às 14:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007
** MERRY X-TMAS **




Chegou o tãooooo desejado dia... ou melhor a noite... a noite que nos faz andar stressados durante dias... a noite que nos faz gastar rios de dinheiro...

mas é também a noite que nos faz rir... nos faz ser um cadinho mais feliz.

MERRY CHRISTMAS   

sintomo-nos: HAPPY
música: Rocking Around the X-Tmas Tree

publicado por **** às 11:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 22 de Dezembro de 2007
Tá quase...



Ai Ai Ai.... Tá quase! E ainda falta tanta coisa...


Prendas... Enfeites... Jantar... Comida... Convites...

Tanto stress... Bem mas vejamos a coisa pelo lado positivo... se não fosse esta agitação toda o Natal não tinha tanta piada

Boa Sorte

música: Sta Claus is coming to town

publicado por **** às 19:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007
Santa Claus is coming to town


[já vi que a Sophya tb gosta da música...]

You better watch out

You better not cry
Better not pout
I'm telling you why
Santa Claus is coming to town

He's making a list
And checking it twice;
Gonna find out Who's naughty and nice
Santa Claus is coming to town

He sees you when you're sleeping
He knows when you're awake
He knows if you've been bad or good
So be good for goodness sake!
O! You better watch out!
You better not cry
Better not pout
I'm telling you why
Santa Claus is coming to town
Santa Claus is coming to town




Hoje estou muito natalícia... Já não me sentia tão criança faz tempo...

Ás vezes sabe tão bem ser criança....


O Natal é época de consumos... é... é verdade... mas digam lá que não sabe bem estar sentada à mesa a comer o Bacalhau (coisa que eu não gosto muito) e o belo do perú e do cabrito ... 
Eu sou consumista? Um cadinho... mas principalmente em livros... já que as maiorias das prendas de Natal são livros  x'D     Aborrecido? Não. Adoro! Obrigada Pai Natal!

Não gostam do Natal? Acham-no fútil? Então façam por mudar ... Tornem-se espíritos mais alegres nesta quadra. Afinal o Natal é alegria =D

By Ana M.


publicado por **** às 19:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

This time of the year...

 

   

   

"You better watch out
You better not cry
Better not pout
I'm telling you why
Santa Claus is coming to town"

    

Falta menos de uma semana para o Natal... as luzes da rua já me iluminam o quarto durante a noite toda, já se começa a discutir onde passaremos a consoada a cada refeição, já há colegas no balneário a cantar a música da popota vezes e vezes sem conta e acho que na programação já deve estar o "sozinho em casa".

Portanto acho que é hora de pôr algo alusivo à época no blog.

   

"He's making a list,

And checking it twice;

Gonna find out Who's naughty and nice.

Santa Claus is coming to town."

  

Não é que alguma vez tenha tido um espírito natalício muito apurado ou que esteja à espera que o pai natal ache que me portei bem durante o ano...
 
"He sees you when you're sleeping

He knows when you're awake
He knows if you've been bad or good
So be good for goodness sake"

 

... mas realmente é uma época do ano especial.

Vale a pena pelo menos tentar entrar no espírito...

 
"Oh! You better watch out!

You better not cry.

Better not pout, I'm telling
you why. Santa Claus is coming to town.
Santa Claus is coming to town
"

 

Bom Natal para todos...

e, já que não o são durante o resto do ano, pelo menos agora

"be good for goodness sake"!

 

 

 

By Sophia 


música: "Santa Claus is coming to town" (Christmas' songs)

publicado por **** às 16:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 16 de Dezembro de 2007
Ser Quem Sou

Não quero fingir ser quem não sou, por ter medo do que os outros pensam de mim.

Pois se ... 

... sou sincera, não devia porque os outros podem não gostar do que tenho a dizer. Devia ser cínica.

... desabafo, estou a ser lamechas e, pior, estou a aborrecer alguém. Devia guardar tudo o que sinto para mim, ninguem está para me ouvir.

... me liberto e brinco, devia ter juizo e não fazer figuras. Devia estar sempre séria.

... acredito nos outros é porque sou parva e ingénua. Não devia acreditar no que me dizem.

... sou uma sonhadora, está mal, tenho que acordar para a vida! 

Quero ser eu mesma, não ter que esconder o que sinto, confiar nos outros, libertar-me e brincar.  De que nos serve viver uma vida que não queremos recordar e esconder quem somos? Porquê esconder aquilo que queremos ser e fazer? Para mais tarde nos arrepender-mos? Acho que não vale a pena. 

Bem, la estou eu a desabafar... desculpem lá o aborrecimento! 


*******

By Lucya


sintomo-nos:
música: Stan - Dido feat Eminem

publicado por **** às 12:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Floco de Neve...

   

Sinto-me um floco de neve...

   

Hoje sinto-me fria, gelada, insensível. Quando digo isto não me refiro somente ao corpo ou à alma, mas ao conjunto de ambos e quiçá a algo mais que não identifico, mas que contribui consumindo o pouco calor que emano. Podia escrever sobre isso, explorar a metáfora, criar uma alegoria, alimentar com palavras este sentimento... mas hoje não. Hoje nem isso vale a pena.

Em vez de me centrar na minha falta de calor, deixo à natureza demostrar quão belas criações podem desse mesmo frio resultar.

 

Sinto-me um floco de neve quanto à frieza, mas deixo-vos com os verdadeiros flocos de neve, mais belos que eu ou as minhas palavras alguma vez poderão ser.

 

 

 

 

A snowflake's shape depends on the temperature at which it forms. This type of snowflake, called a sectored plate, forms when the temperate dips below about 5 degrees Fahrenheit (-15 degrees Celsius).

 

 

 

Dendrite snowflakes first occur when the temperature hovers between 30 degrees Fahrenheit (-1 degree Celsius) and 27 degrees Fahrenheit (-3 degrees Celsius).

  

 

 

Snowflakes take on the shape of hollow columns and needles at about 23 degrees Fahrenheit (-5 degree Celsius).

  

 

 

Scientists aren't sure why temperature affects crystal formation and leads to different shapes of snowflakes.
 
 
   
Scientist and photographer Kenneth Libbrecht, chair of the physics department at the California Institute of Technology, studies snowflakes "in the wild" and grows his own under controlled conditions.
  
 
 
Os flocos de neve não me confortam, mas ao menos as suas imagens fazem-me ter esperança que pode haver algo de sublime neste inverno da vida. 
 
 
By Sophia
 
    
 
 
(as imagens e as respectivas legendas foram tiradas da minha sociedade de eleição - National Geographic Society. Podem vê-las no site: http://photography.nationalgeographic.com/photography/photos/patterns-snowflakes/sectored-snowflake-photography.html)
 
 
 
"Summer turned to winter
And the snow it turned to rain
And the rain turned into tears upon your face
I hardly recognized the girl you are today
And god I hope it's not too late "
 

música: Lost - Michael Bublé

publicado por **** às 00:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007
Um dia especial...

  

 

Há um número infinito de frases feitas que se podem dizer a uma pessoa no seu aniversário: os tradicionais "desejos de felicidades", o protocular "Muitos parabéns", o mais ou menos sentido "que estejas cá por muitos mais"... coisas que normalmente dizemos sem o sentir.

 Não ligo muitos aos meus anos, é só uma altura em que as pessoas que não se lembram de mim durante o ano todo não me deixam em paz e as pessoas que se preocupam comigo todos os dias se preocupam um pouco mais.

Mas hoje é o aniversário duma amiga e a isso é preciso ligar muito!!!

Afinal é o dia do ano em que a lembramos mais frequentemente que ainda continuamos por perto para a chatearem.

 

By Sophia 

      

 

  

Aqui vai um pouco vulgar mas muito sincero:

 Feliz aniversário, Lucy!

daquelas amigas com as prendas mais originais

   

 



publicado por **** às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Flocos de neve =D
Adoro este espírito natalício






He sees you when you're sleeping
He knows when you're awake
He knows if you've been bad or good
So be good for goodness sake!
O! You better watch out!
You better not cry
Better not pout
I'm telling you why
Santa Claus is coming to town


publicado por **** às 18:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007
Entre o preto e o branco... o cinzento.


"Sente-se a melancolia"
V.A.D.

Ultimamente a melancolia tem falado muito comigo. Sentamo-nos muitas vezes à minha secretária a falar. Falar disto, daquilo, de tudo, mas principalmente de nada. Ontem adormeci com ela... É boa companheira. Mas é tão pouco semelhante a mim. Quem nos conheça não nos pensaria amigas.
Até na escrita a melancolia me tem acompanhado ultimamente. Que coisa estranha! Logo eu... Tão pouco melancólica... Tão esfuziante e tão rica de sentidos... Tão dada a extremos... Fico-me agora no meio-termo de algo.
Amanhã mando-a embora. Procure outro a quem dar o braço e a formar tal laço! Faço-a desinstalar-se deste cantinho que tomou em mim... Já dizia quem melhor me conhece que gosto de "viver a vida num segundo"! Já dizia Campos, "sou doido (a) com todo o direito a sê-lo! Com todo o direito a sê-lo! Ouviram?"

by Ana M.




música: Contramano - Nek

publicado por **** às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sábado, 8 de Dezembro de 2007
Sentido Inverso

Hoje cheguei cedo a casa. Estava vazia, fria, sem ruído, ou sensação. Pousei os livros no sofá enquanto despia o casaco. Com um gesto quase automático peguei no comando da aparelhagem mas, desta vez, é nos CD’s que me refugio.

Dirijo-me ao quarto onde instantaneamente me ligo à Internet. Sem nada a esperar, decido-me por um consolável banho.

 Vagarosamente me dispo e entro no aconchego da água quente. Deixo a água correr-me pelo pescoço até às costas. Levemente mergulhada na imensidão do espaço e numa mistura de sentidos, conheço o toque de cetim e o desinibido perfume que me percorre o corpo. Fecho os olhos e encosto a cabeça para trás. Não penso. Não sonho. Não vivo. Lá fora ouve-se algo. Escuto com atenção. A melodia é breve, calma mas intensa. Não quero saber. Não quero ouvir. Não quero. Cerro os lábios e fecho os olhos. Faço a cabeça imergir e sentir o nada.

Volto à tona e ainda mais vagarosamente levanto-me e saio da banheira procurando a toalha branca. Sim, branca. Podia ser de outra qualquer cor mas hoje é branca. Não pela inocência dos sentidos mas pela negrura da alma que, praticando luto, se tem arrastando ao longo do dia e espera agora enterrar o morto.

Na toalha seco as lágrimas e deixo o resto piedosamente escorrer pelo corpo. Volto ao quarto onde desamparada me sento na cama e onde procuro o conforto dum ventre impraticável. Encosto-me aos amigos de infância e, abraçando a almofada mais próxima deixo-me dormir um sono profundamente falso, no verdadeiro acreditar dum dia melhor.

by Aηα M.

 


música: Laura no está - Nek

publicado por **** às 22:36
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007
Noite de Nevoeiro



Esfrio cá fora.
Isolada e impotente,
Sobre este Inverno impiedoso.
Maldita noite, maldita hora.
Nevoeiro, tenebroso,
Arrepia-me, gela-me, mata-me,
Agora.

Vão-se as forças,
E com elas a esperança.
Sobre o vidro, mãos descalças
Não doem mais que a lembrança.

Perdoai-me, amigos, minha fraqueza,
Se ainda assim vos posso chamar.
Devo-o á vossa crueza
Este meu perdido olhar.

Perdi a sensação,
O meu corpo não é mais meu.
Nevoa, és a minha perdição.
Como uma muralha que se ergeu.

Doi-me alma,
Estou perdida.

Do Mundo estou isolada,
Mesmo de quem me quer mal.
Violas a minha mente queimada,
Satisfazes o teu desejo carnal.

É dificil.
Admito.
Agrides-me, criticas-me,
Pões-me futil.
Esquece-me,
Amanha não serei sequer um mito.

Acabas comigo,
E aqui me deixas, morta,
Por mim rogas,
Rainha Calamidade.

O nevoeiro levantou
Só restos de mim ficou.

 

By Lucya



publicado por **** às 19:42
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Domingo, 2 de Dezembro de 2007
Um abraço...

 

                            

 

     Abraça-me com força e diz que me proteges. Só te rogo por uma noite, suplico que me deixes no meio dos teus braços, imploro pelo descanso que só tu me podes dar. Sozinha não aguento até à aurora sem renunciar, sem desistir, sem desertar, só te peço que fiques até à madrugada, que me abraces como antes. Mantém-me quente e afasta-me de todos os pensamentos, acalma-me o soluçar e percorre-me o corpo com caricias, deixa-me sentir o teu cheiro e afaga-me o cabelo  negro de moira encantada. Hoje quero depender de ti e esquecer que o mundo existe, quero acreditar que o frio não volta mais e confiar que o presente não repete o passado, quero crer que sou bela e ouvir mentiras verdadeiras só sob o juízo das estrelas desta noite.

      Abraça-me com mais força e diz-me que este abraço é eterno. Promete-o, assegura-o, garante-o. Assina com o teu punho, compromete a tua honra, jura pela tua alma. Fá-lo já, sem perdas de tempo. Amanhã será tarde... quando o alvor do sol voltar já terás outra vez partido para os braços de outra que mais te merece e eu não necessitarei de mais susurros ao ouvido, serei forte outra vez.

 

 

                                                              By Sophia

 

 

 

"Would you know my name
If I saw you in heaven
Will it be the same
If I saw you in heaven
I must be strong, and carry on
Cause I know I don't belong
Here in heaven
 
Would you hold my hand
If I saw you in heaven
Would you help me stand
If I saw you in heaven
I'll find my way, through night and day
Cause I know I just can't stay
Here in heaven

Time can bring you down
Time can bend your knee
Time can break your heart"


música: Tears in Heaven - eric clapton

publicado por **** às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre nós
.Tempus Fugit...
Fugit irreparabile tempus! Sophia
.Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.There's always something left to be said...
Sophia
.posts recentes

. Is it Still "The Beginnin...

. O tango Inacabado - IV

. O tango Inacabado - III

. O tango Inacabado - II

. O tango Inacabado - I

. in 6 words...

. Antiquitera (XIV) - Epílo...

. Antiquitera (XIII)

. Antiquitera (XII)

. Antiquitera (XI)

. Antiquitera (X)

. Antiquitera (IX)

. Antiquitera (VIII)

. Antiquitera (VII)

. Antiquitera (VI)

. Antiquitera (V)

. Antiquitera (IV)

. Antiquitera (III)

. Antiquitera (II)

. Livro Ilegível

.arquivos

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.count
atlanta listings
.pesquisar
 
.Faz-nos Pensar...
Citação: "Love all, trust a few." Autor: William Shakespeare Citação: Judge your success by what you had to give up in order to get it. Autor: H. Jackson Brown, Jr. Citação: Keep your friends close and your enemies closer. Autor: Attributed to Sun Tzu,
.links
.subscrever feeds