Segunda-feira, 31 de Março de 2008
Antiquitera (XI)

 

      "A agitação da noite trazia-me uma estranha sensação de esgotamento, a comemoração decorrendo faustosa, músicos e dançarinas entretendo a alta sociedade rhodiana que comparecera em peso, o banquete de peixes variados, saladas, queijos de cabra e carnes de cordeiro sendo regado a esmo com os encorpados vinhos brancos nascidos dos vinhedos que cobriam, vastos, as encostas de Attaviros, os finos licores de todas as proveniências inundando de risos soltos e conversas fúteis a atmosfera cálida. Freyja revelava-se em todo o seu esplendor como anfitriã, cavaqueando com os convivas, orientando os servos, providenciando uma festa como poucas haviam sido vistas ao longo da rica história daquela virtuosa e antiga cidade. E, contudo, pela minha mente corria célere o desejo de me furtar à companhia dos que me homenageavam com a sua presença, ansiava escamotear as questões teimosamente assestadas, as minhas pesquisas e trabalhos sendo o mote preferido de todos os que se me dirigiam. Queria, acima de tudo, poder analisar o assombroso objecto que apenas pudera entrever sucintamente, um disco de bronze graduado no bordo, um anel de suspensão para a verticalidade e uma mediclina formando o admirável mecanismo contido na caixa onde, artisticamente, uma goiva reproduzira fabulosos seres marinhos. O valioso presente oferecido pela mulher a quem me encontrava ligado por laços inusitadamente tenazes serviria, segundo me havia dito, para a medição a altura dos astros acima do horizonte, podendo ajudar na navegação marítima ou resolver problemas geométricos. Quantos conhecimentos se esconderiam dentro daquele abscôndito mundo de mistério que parecia ser a vida dela…?

    Veio, sentou-se encostada a mim, fez-me esquecer os tormentos e dúvidas que me vinham assolando, o festim findo com a saída do último convidado dando lugar à celebração de uma união espiritual mediante uma entrega física que atravessou a madrugada para cessar apenas aos primeiros raios do novo dia. Dormimos, extenuados, a manhã passando por nós sem que disso déssemos conta, a canícula despertando-nos já tarde adentro. Uma ideia, provavelmente resultante de algum sonho evanescente, instilara-se, fixa na minha cabeça. Hoje, Freyja teria de se me mostrar por inteiro, ou deixá-la-ia... Se fosse capaz…”

 

        V.A.D.

 

V.A.D. e Sophia em Antiquitera

Imagem: Astrolábio (http://plato.if.usp.br/1-2003/fmt0405d/medievo/islam/astrolabio2.jpg)

 

 
“Tenho um astrolábio
Que me deram beduínos
P’ra medir no firmamento
Os teus olhos astralinos…”

 
Bairro do Oriente (Rui Veloso)

 (http://youtube.com/watch?v=kbtosNkiLP4



publicado por **** às 15:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre nós
.Tempus Fugit...
Fugit irreparabile tempus! Sophia
.Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.There's always something left to be said...
Sophia
.posts recentes

. Is it Still "The Beginnin...

. O tango Inacabado - IV

. O tango Inacabado - III

. O tango Inacabado - II

. O tango Inacabado - I

. in 6 words...

. Antiquitera (XIV) - Epílo...

. Antiquitera (XIII)

. Antiquitera (XII)

. Antiquitera (XI)

. Antiquitera (X)

. Antiquitera (IX)

. Antiquitera (VIII)

. Antiquitera (VII)

. Antiquitera (VI)

. Antiquitera (V)

. Antiquitera (IV)

. Antiquitera (III)

. Antiquitera (II)

. Livro Ilegível

.arquivos

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.count
atlanta listings
.pesquisar
 
.Faz-nos Pensar...
Citação: "Love all, trust a few." Autor: William Shakespeare Citação: Judge your success by what you had to give up in order to get it. Autor: H. Jackson Brown, Jr. Citação: Keep your friends close and your enemies closer. Autor: Attributed to Sun Tzu,
.links
.subscrever feeds