Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008
O relógio verde

 

      Não se pode dizer que ela seja escrava do tempo, não estaríamos a ser justas como ela sempre o é. É ela que acaba por o controlar, por o disciplinar como nos disciplina a nós. È a rainha das horas, a imperatriz dos minutos e a ditadora dos segundos. Ela controla o tempo na perfeição.

      A que se deve o perfeccionismo da sua pontualidade? Ao seu relógio de pulso... sempre verde, sempre acertado, sempre no lugar que lhe compete. Podemos sempre perguntar se ela tem horas, pois ela nunca o esquece em casa. Devemos pedir-lhe depois para nos dizer efectivamente que horas são ou corremos o risco de ela se esquecer de no-las dizer. Fê-lo à miúda que, ainda no nosso nostálgico 8º ano, lhe perguntou se tinha horas e que somente foi informada que realmente  ela as tinha.

      Seria cansativo, estúpido e desnecessário contar as vezes que o seu relógio esverdeante bateu as 24h desde que nos conhecemos em miúdas. O tempo passou (os vários relógios dos quais ela, desde então, foi legítima dona podem testemunhá-lo), passou muito e depressa. Se iniciássemos essa contagem desde o momento em que ela veio ao mundo, quando ainda não tinha pulso suficiente para usar relógio e não tinha ganho esta forte paixão pelo verde, a tarefa teria o dobro da dimensão e da inutilidade.

     Poupemo-nos à encargo... Simplifiquemos as contas.

     Para ela já dezoito foram as Primaveras que desabrocharam, já dezoito foram os sóis de Verão que lhe acariciaram a pele, já dezoito foram as vezes que as árvores outonalmente se despiram na sua presença e já é a décima oitava vez que o frio Inverno a vê nascer neste exacto dia.

 

     Desejos para a menina mais velha do grupo?

         ... que viva ao máximo esta idade.

         ... que não perca nunca a sua jovialidade.

         ... que continue por muitos mais anos a aturar as minhas desavenças com o meu relógio sempre negro e por ainda mais ouvir as restantes duas outras Anas que partilham a mensagem:

 

                 Feliz Aniversário Teresa!

                                                       By Sophia

 

  

 

" I wanna be young the rest of my life
never say no - try anything twice
till the angels come and ask me to fly
I'm gonna be 18 till I die - 18 til I die"


música: 18 till I die - Bryan Adams

publicado por **** às 14:05
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De V.A.D. a 10 de Janeiro de 2008 às 02:25
A pontualidade é das coisas que mais valorizo, na medida em que não gosto de esperar nem de me fazer esperar. Por isso, o relógio, seja ele de que cor for, é um instrumento essencial... :-)
Nesta hora de alegria por mais um ano de vida, desejo à Teresa as maiores felicidades!
Deixo também a minha vénia, pois a rara maturidade que revelam deve ser para todas vocês um motivo de orgulho, e um exemplo para quem tem a honra de vos conhecer, mesmo que seja apenas de forma virtual.
Desejo, a ti em particular e a todas em geral, uma noite muitíssimo agradável!

Beijos... :-)


De V.A.D. a 11 de Janeiro de 2008 às 02:07
Tenho um presente para ser desembrulhado... :-)
Votos de uma excelente noite!

Beijos... :-)


De Ana M. a 11 de Janeiro de 2008 às 12:46
É na qualidade de segunda mais nova mas eternamente "mais velha" que te dou os meus pêsames por estares um ano mais enrugada

Pois... esse relógio verde. Tic-Tac Tic-Tac

Qt à menina Sophya n pode falar muito já que Terça feira lhe toca a ela! Pois é... Falta-me escrever qlq coisita para esse dia...
Vou tentar ser breve...

Entretanto... PARABENS TETE


Comentar post

.mais sobre nós
.Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Is it Still "The Beginnin...

. O tango Inacabado - IV

. O tango Inacabado - III

. O tango Inacabado - II

. O tango Inacabado - I

. in 6 words...

. Antiquitera (XIV) - Epílo...

. Antiquitera (XIII)

. Antiquitera (XII)

. Antiquitera (XI)

. Antiquitera (X)

. Antiquitera (IX)

. Antiquitera (VIII)

. Antiquitera (VII)

. Antiquitera (VI)

. Antiquitera (V)

. Antiquitera (IV)

. Antiquitera (III)

. Antiquitera (II)

. Livro Ilegível

.arquivos

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.pesquisar
 
.Faz-nos Pensar...
Citação: "Love all, trust a few." Autor: William Shakespeare Citação: Judge your success by what you had to give up in order to get it. Autor: H. Jackson Brown, Jr. Citação: Keep your friends close and your enemies closer. Autor: Attributed to Sun Tzu,
.links
.subscrever feeds